Mostrar todos os artigos

"É certo que todos queremos o melhor para os nossos familiares Idosos e muitas vezes perguntamo-nos se estarão bem durante a noite."

  De acordo com os números recolhidos na Operação Censos Sénior 2017 da GNR, foram identificados 45.516 idosos, mais 2194 que no último ano. Destes, 28.279 estão a viver sozinhos, mais de metade do total da população Idosa sinalizada. 

  A vulnerabilidade e a solidão são assustadoras para muitos Idosos mas para os familiares ainda se soma a incerteza sobre o seu estado de saúde e sobre a sua segurança. Muitos não têm a possibilidade de os trazer para suas casas e não os querem tirar das suas habitações. Mesmo os que frequentam centros de dia estão obrigatoriamente sozinhos durante a noite. É esta a altura mais preocupante pelo fecho de quase todos os serviços e porque a maior parte das pessoas estão a dormir.

 Separamos em 4 situações, o que achamos ser mais importante ter em conta na hora de deixar o seu familiar.

  • Segurança no quarto:
  As quedas acontecem com maior frequência durante a noite e têm consequências nefastas na qualidade de vida. As guardas laterais da cama atuam como prevenção uma vez que, mesmo mexendo-se durante a noite, o corpo não vai deslocar-se para fora do colchão.

 Colocar uma campainha de fácil acesso ou até subscrever um serviço de teleassistência são duas boas alternativas para que o Idoso não tenha que se levantar para pedir ajuda em qualquer circunstância.

  • Segurança no movimento:
  Quando o Idoso é autónomo e tende a deambular durante a noite sugerimos a colocação de um sensor de movimento ou de monitores de presença para que saiba quando o seu familiar se levantou e se precisa de ajuda.

 A colocação de uma cadeira sanitária dentro do quarto previne as idas ao WC e a utilização de fraldas de maior absorção dão-lhe a tranquilidade de saber que o seu familiar não necessita de se levantar durante a noite.

  • Segurança na medicação:
  A toma de indutores de sono podem, na maioria das vezes, causar confusão e dificuldade de mobilidade. Se sabe que o seu familiar toma medicamentos para dormir, assegure-se de que ele(a) não se levanta durante a noite porque a probabilidade de cair e necessitar de ajuda é superior à de um Idoso que não toma estes medicamentos.

  • Segurança contra estranhos:
  Se fica em sua casa preocupado sobre a possibilidade de um estranho entrar em casa do seu familiar idoso, sugerimos um sistema de alarme para portas e janelas que avisa e pode, inclusive fazer a ligação com a polícia, no caso de arrombamento.


  Garantir a segurança dos nossos clientes faz parte da missão da Culsen®. Já conhece o nosso serviço de Apoio Noturno? Nós ficamos alerta enquanto você descansa! Contacte-nos para mais informações!

Entre em contacto connosco

Os campos com * são de preenchimento obrigatório