Mostrar todos os artigos

Para muitos Idosos que vivem sozinhos, os dias tornam-se longos e as tarefas aborrecidas ou impossíveis. A grande solução para a preocupação das famílias passa muitas vezes por receber os Idosos em suas casas e assim aliviar a solidão e proporcionar-lhes o acompanhamento que necessitam.

Sabia que a família Obama levou consigo, para a Casa Branca, a mãe de Michelle, Marian Robinson, durante o tempo em que Barack foi presidente dos Estados Unidos?
É de facto uma realidade encantadora e de louvar, quando as famílias têm a possibilidade e vontade de dar qualidade de vida e felicidade aos seus familiares mais velhos. Ainda assim, convém que todo o processo seja bem pensado e que ambas as partes se sintam bem com a decisão.

Partilhamos hoje 10 tópicos sobre os quais deve ponderar antes de decidir receber o familiar Idoso em sua casa.

1. O Idoso terá o seu próprio quarto ou espaço?
Dar liberdade e conforto à pessoa Idosa é fundamental para uma boa saúde mental e física. Ponderar se o seu familiar poderá ter um lugar só seu é muito importante para que não lhe sejam impostas as rotinas da casa e para que não viva sempre em função da família.

2. Que responsabilidades no quotidiano da família serão esperadas do Idoso?
Quando o Idoso ainda é autónomo, podem ser-lhe pedidas algumas tarefas do dia-a-dia para que se mantenha ativo e sinta que é útil.

3. O Idoso será responsável pelos netos e com que frequência?
Numa família multigeracional, é importante e fundamental a ligação entre todas as pessoas de todas as idades. É também útil saber de antemão se o Idoso terá alguma responsabilidade com as crianças ou adolescentes e qual o impacto que isso terá no seu dia-a-dia.

4. Qual será a percentagem de contribuição do Idoso para o orçamento familiar e despesas da casa?
É normal e necessário ter uma conversa sobre o orçamento familiar e os gastos do lar. O Idoso que se juntar à sua casa, tem as suas despesas e atividades das quais deve continuar a usufruir. Assim, é importante perceber o processo pelo qual se vão gerir as remunerações e os gastos.

5. O que acontecerá à casa do Idoso, às suas poupanças e investimentos/bens?
No caso da mudança do Idoso para casa de um familiar há um número variado de hipóteses sobre o que podem decidir fazer com a casa onde morava anteriormente. No caso da sua autonomia se manter intacta, deve ser sempre a pessoa mais velha a decidir o que deseja fazer em relação aos seus bens e investimentos. Em caso contrário, podem ser consultados especialistas que o podem ajudar nesta tomada de decisão.

6. Irão ser realizadas mudanças ou obras para tornar a casa mais segura para o Idoso?
A segurança e bem-estar do Idoso e da família devem ser colocados em primeiro lugar. No caso de uma pessoa com mobilidade reduzida pode ser necessário que fique num quarto no rés-do-chão ou que sejam instalados mecanismos elevatórios. Qualquer que seja a necessidade, é importante que sejam ponderadas as possibilidades ou falta delas antes da decisão de mudança estar finalizada.

7. O Idoso pode levar o seu animal de estimação consigo?
Se o seu familiar Idoso tem um companheiro felpudo, este será sempre parte da sua família. É importante incluí-lo na equação da mudança.


8. O Idoso será ouvido em relação a assuntos de família como férias e atividades de fim-de-semana?
Mais uma vez, para que a sua liberdade se mantenha, é importante saber que a opinião do Idoso deve ser ouvida e que devem ser respeitadas as suas vontades em relação aos assuntos do dia-a-dia.

9. O Idoso pode receber amigos e visitas regularmente?
Tal como acontece em sua casa, a pessoa mais velha pode e deve receber visitas com a regularidade que lhe convier. No entanto, na casa de familiares a entrada e saída de pessoas pode não ser oportuno aos outros membros da família. É importante estabelecer regras e rotinas para toda a família.

10. O que acontece se o Idoso precisar de cuidados específicos como ajuda na higiene, acompanhamento personalizado, etc?
No caso de dependência ou necessidade de acompanhamento, é importante decidir com antecedência quais serão os passos a tomar para o cuidado ao Idoso. Seja na sua própria casa ou em casa de familiares, o apoio no domicílio pode ser uma peça fundamental para o seu bem-estar.

Quer opte por viver em conjunto ou necessite de pensar numa solução de apoio em casa para o Idoso, é importante tomar consciência de fatores emocionais, financeiros e de segurança. A Culsen® pode ajudar em todos estes passos! Contacte-nos para mais informações!


Fonte: Too close for comfort - A Guide for Multigenerational Families living under One Roof

Entre em contacto connosco

Os campos com * são de preenchimento obrigatório