Mostrar todos os artigos
Sabia que, em média, precisamos de fazer algo regularmente durante 2/3 meses para que se torne um hábito? O nosso organismo e a nossa mente precisam de tempo para começar a fazer de forma automática algo que antes não era costume. Lembre-se disso este ano!

As Resoluções de Ano Novo são muitas vezes alvo de chacota porque muitos de nós desistem logo em Janeiro. As desculpas são normalmente a falta de resultados, achar que é demasiado difícil ou encarar as novas tarefas como muito árduas ou complexas.. Pois bem, no próximo ano, espere pelo menos até ao fim do primeiro trimestre e verá que o esforço que fez inicialmente compensou e já não é um fardo e uma obrigação.

Outra dica que achamos relevante é dividir um grande objetivo ou um projeto muito vago em pequenas etapas ou degraus para que as pequenas vitórias o animem e ajudem a alcançar o objetivo principal. Por exemplo: se  quer mesmo  passar mais tempo com os seus pais  (que achamos um objetivo fantástico!) tente começar por almoçar com eles, pelo menos, duas vezes por mês, depois 3 vezes, até que, pouco a pouco, a meio do ano estará a visitá-los todas as semanas!

Por outro lado, engane-se quem pensa que os Idosos não podem fazer a sua própria lista de Resoluções de Ano Novo! Deixamos-lhe 4  ideias que não deve deixar de incluir na sua lista ou do seu familiar idoso!


1. Beber mais água e tomar sempre um bom pequeno-almoço


Beber mais água é sempre um ótimo ponto de partida. A sede é já um sinal de desidratação. Procure ter sempre consigo e perto do seu familiar Idoso uma garrafa ou copo de água. Sempre que for ao WC, reponha os níveis de água e adapte a ingestão de líquidos às suas tarefas diárias.

Já é do conhecimento geral que é necessária uma alimentação que ajude a prevenir o excessivo aumento de peso. A partir dos 50 anos é fundamental uma atenção redobrada ao que se ingere porque existe uma diminuição dos níveis de estrogénio, testosterona e da hormona do crescimento no organismo, o que colabora para a perda de massa muscular. O corpo passa a queimar menos calorias e entende que deve armazenar mais gordura para ter energia.
Desta forma uma meta que todos devíamos alcançar era a de "nunca saltar o pequeno-almoço". Procure ter sempre na mesa alimentos frescos como por exemplo o ovo, fiambre ou queijo, fruta e cereais. As palavras-chave são: proteína, vitaminas, fibras e hidratos de carbono de absorção lenta.

2. Fazer um check-up médico


Este ponto parece óbvio e a maioria dos idosos até se dirige ao seu médico várias vezes ao ano, no entanto, continua a existir uma grande parte da população que, por se achar saudável acaba por nunca ir ao médico nem realizar exames de rotina. Estes check-ups anuais ajudam a prevenir possíveis doenças e a diagnosticar problemas "escondidos" antes que seja demasiado tarde.

O melhor é articular com o médico do seu Idoso como e quando deve vigiar a sua saúde sem que a consulta implique necessariamente a realização de muitos exames que acabam por desmotivá-lo(a).

3. Fazer mais caminhadas e exercício físico regular


Como abordamos anteriormente, a perda de massa muscular é, infelizmente, um facto do envelhecimento. Mas não desespere! Com a prática regular de exercício físico é possível reverter este efeito e até construir mais músculo.

4. Aprender algo novo


Nunca é tarde para aprender uma nova língua, ter aulas de dança, começar a cozinhar, praticar um instrumento musical, etc. Esqueça todos os ditados antigos que conhece e perca os preconceitos! Perca o medo e incentive o seu Idoso a fazê-lo também!


A Culsen® pode ajudar com todas estas aventuras! Se não puder acompanhar o seu familiar Idoso, não hesite em contactar-nos! Para além dos cuidados no domicílio também prestamos assistê ncias em saídas e marcações no exterior.

Desejamos a todos um excelente ano e estamos sempre ao dispor para esclarecer as suas dúvidas!



Entre em contacto connosco

Os campos com * são de preenchimento obrigatório