Mostrar todos os artigos
  Segundo a Associação Alzheimer Portugal, "Demência é o termo utilizado para descrever os sintomas de um grupo alargado de doenças que causam um declínio progressivo no funcionamento da pessoa. É um termo abrangente que descreve a perda de memória, capacidade intelectual, raciocínio, competências sociais e alterações das reações emocionais normais. Apesar da maioria das pessoas com Demência ser idosa, é importante salientar que nem todas as pessoas idosas desenvolvem Demência e que esta não faz parte do processo de envelhecimento natural. A demência pode surgir em qualquer pessoa, mas é mais frequente a partir dos 65 anos."

 As formas mais comuns de Demência são: a doença de Alzheimer, Demência Vascular, a doença de strong>Parkinson, Demência de Corpos de Lewy, Demência Frontotemporal, a doença de Huntington, entre outras.

  As viagens são representações de felicidade para muitas famílias e se o seu familiar Idoso sempre viajou não há razão para o manter em casa e privá-lo de interação sem saber se esta nova experiência irá trazer de facto desorientação, agitação ou angústia. Pense sempre muito bem antes de submeter o seu familiar a multidões, confusão ou alterações de rotina.

 Dependendo do estádio da demência e bem-estar do seu familiar, pode escolher levá-lo em viagem ou fim de semana fora, uma visita a amigos ou parentes ou uma viagem mais longa de férias. Escusado será dizer que precisará de fazer algumas pesquisas e ter o máximo de preparação possível de antemão.

 Ao visitar amigos ou parentes, precisará de ter uma conversa com eles sobre rotinas, coisas que podem causar angústia ao seu familiar e a sua dieta. Também pode dar-lhes alguma orientação sobre como comunicar com o seu familiar.
 Se a sua rotina habitual se mantiver a mesma, especialmente relativa a medicação, refeições e descanso, isto ajudará o seu familiar a disfrutar o mais possível. É também necessário planear a viagem cuidadosamente (os transportes públicos têm os seus próprios desafios), levar consigo objetos familiares, se possível a almofada e copo ou caneca preferida e, acima de tudo,  certificar-se de que o seu familiar está confortável com a ideia da viagem e do tempo que terá de ficar longe de casa.

 Se estiver a planear umas férias mais prolongadas  é necessário recordar que a preparação é tudo e quanto mais souber relativamente ao local para onde vai, melhor. Se optar por um agente de viagens, seja específico sobre os seus requisitos. Lembre-se de pensar em todas as situações, nomeadamente como o seu parente irá reagir ao ruído, à agitaço e às multidões. Pense no que fará se a viagem for adiada e tiver de esperar num terminal (geralmente os familiares guardam notas/imagens e filmes no telemóvel para observarem em conjunto e música ou podcasts/rádio para partilharem experiências pois toda a distração é bem-vinda).

  Se optar por viajar de avião, a companhia aérea pode permitir que embarquem em primeiro lugar  mas assuma sempre que não terá qualquer ajuda e prepare-se para o tempo de espera. Em muitas situações vale a pena contactar o aeroporto para ver como podem facilitar a viagem do seu familiar.

  Se vai ficar num hotel,  residencial ou bed & breakfast, pode ser benéfico avisá-los da condição do seu familiar e pedir acomodações especiais. Estas podem incluir ajudas na mobilidade, cuidados das necessidades dietéticas e outros apoios. Uma boa forma de evitar multidões e tornar toda a experiência mais calma é reservar as férias para a época baixa. Com menos hóspedes o staff também acaba por ser mais atencioso e pode dar-lhe um serviço muito mais personalizado e com maior apoio.

Tome Nota:

  • Espere o inesperado mas tente sempre manter a calma.

  • Pense em todos os cenários e planeie  o impossível! Assim estará preparado e não deixará que o seu familiar fique nervoso.

  • Convença o seu familiar a usar uma pulseira de identificação e coloque os seus dados pessoais num bolso ou carteira.

  • Leve alguém consigo para o  apoiar durante as situações inesperadas e de stress e para ajudar a cuidar do seu familiar com demência.

  • Leve consigo um perfume/aroma que lembre o seu familiar de casa ou de alguém que ama - pode ajudar a relaxar.

  • Ajude sempre o seu familiar nas situaçôes que lhe parecerem diferentes do normal, por exemplo puxadores de portas e torneiras. 

  • Marque as atividades com bastante tempo entre elas e prepare-se para demorar mais tempo do que o normal a fazer algo. Dê a possibilidade ao seu familiar de fazer tudo com calma.

  • Verifique as condições de seguros de viagem e tenha a certeza que o seu familiar está coberto para vários acontecimentos.

  • Leve  medicamentos suficientes para a viagem e mais alguns dias, uma lista do que é prescrito e os detalhes da toma para o caso de precisar de falar com um médico ou farmacêutico enquanto estiver ausente. Se viajar de avião leve as coisas mais importantes na sua bagagem de mão para não perder nada de vista. Informe o médico do seu familiar sobre o seu destino e procure um médico local e serviço de atendimento farmacêutico de 24 horas para o caso de ser necessário.

  • Leve  duas fotos do seu familiar - seja no seu telefone ou cópias em papel, apenas para o caso de se separarem e precisar de ajuda para o encontrar.

  • Certifique-se de que o local onde está alojado tem contactos de emergência de amigos ou familiares, caso fique doente e seja necessário ir buscá-lo ou tomar medidas para que regressem a casa.

Não se esqueça de tirar muitas fotos e vídeos e aproveitar ao máximo o tempo que tem com o seu familiar. Traga objetos do local para onde viajou e crie memórias físicas para que possa mostrar-lhe quando este não se lembrar. 


Lembre-se que a Culsen® pode ajudá-lo com o nosso Serviço de Assistência em SaídasContacte-nos para mais informações!

Boas Férias!

Entre em contacto connosco

Os campos com * são de preenchimento obrigatório