CULTO SÉNIOR - SERVIÇOS DE APOIO DOMICILIÁIO, LDA
RUA ANTÓNIO GOMES SOARES PEREIRA, 44 4470-139 MAIA MAIA, PORTUGAL
229423038 229447412 info@culsen.com Culsen® 337520921
Maria Adelaide Pinheiro de Sousa Leite Antunes
19-10-2007
MAIA
20 15
508221749
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies. Saiba Mais
Aqui no Blog da Culsen® partilhamos Dicas e Curiosidades. Mantenha-se atualizado!
O que significa ser Velho?
27 Março 2019

O que significa ser Velho?


"E no final de contas, não são os anos na nossa vida que contam. É a vida nos nossos anos." 


 Envelhecer é inevitável. O envelhecimento é um processo natural, que, na verdade, se inicia no momento em que nascemos. A forma como envelhecemos é que pode variar consoante o local onde vivemos, as nossas experiências, atividades, relações, hábitos e visão do mundo. A idade de um idoso de um país desenvolvido, por exemplo, não tem comparação real com a de um idoso de um país em desenvolvimento onde o sistema de saúde é mais rudimentar e as condições de vida são fundamentalmente diferentes.

O que significa então "ser velho"?

 Todos temos uma noção preconcebida sobre o envelhecimento. Para um jovem de 15 anos, por exemplo, uma pessoa com 70 anos pode ser considerada velha enquanto que um adulto de 55 anos que, em comparação, já está mais perto dessa idade biológica, pode não o considerar dessa forma.

Longevidade significa, literalmente, longa duração da vida mas o Envelhecimento não pode ser combatido.

 É, aliás, um erro querer combater o envelhecimento, porque isso dá-lhe logo, à partida, uma conotação negativa que não faz sentido.
O que pode ser combatida, de facto, é a degradação de determinadas capacidades e isso deve ser feito ao longo da vida, adotando hábitos de vida saudáveis, em todas as idades, de forma a investir numa melhor vivência do envelhecimento. Está comprovado que, se desenvolvermos estes hábitos saudáveis cedo, relativamente à alimentação, prática de exercício físico e mental e autoconhecimento, iremos continuar a adotar esses hábitos à medida que os anos passam.

 Porque é que algumas pessoas com 70 anos parecem envelhecer
mais depressa do que outras já com 90? 

 
 "Um indivíduo com 90 anos pode ter um desempenho funcional ou biológico semelhante ao de outra pessoa com 70 anos, o que o coloca numa idade funcional ou biológica inferior à respetiva idade cronológica. Em suma, não existem duas pessoas que envelheçam da mesma maneira e à medida que os anos vão passando acentuam-se as diferenças de saúde física e cognitiva de indivíduo para indivíduo. Se definirmos envelhecimento como perda de capacidade adaptativa ao ambiente, não se pode atribuir uma medida universal a esse processo."
- Fernando Delfim Braga e Couto de Azevedo

 "Tudo depende do modo como as pessoas se prepararam para o envelhecimento ao longo da vida, dos preconceitos que têm em relação à passagem do tempo e dos recursos afetivos, emocionais e sociais de que dispõem. Se uma pessoa está muito isolada, tem dificuldade em manter uma rede de interações sociais ou não consegue encontrar formas alternativas de ocupar o seu tempo. Aí, pode suceder que o envelhecimento se torne mais evidente."
Maria José Núncio

Vamos pensar num exemplo. Veja as imagens seguintes:

idoso a correr e a receber medicação

Um homem de 75 anos corre maratonas todos os anos.
No Inverno passado ficou doente e precisou de alguém para o ajudar nas tarefas do dia a dia.
Alguém que o vê a correr acha que é um velho?
E uma pessoa que o vê apenas na segunda situação, a aceitar medicação de uma Cuidadora?


 O avançar da idade pode significar alguma alteração de rotinas, mas não tem de se traduzir em isolamento ou em incapacidade de acompanhar os outros, como muitos podem pensar. Muitas vezes, esta pode ser até uma fase em que se realizam alguns sonhos, como viajar ou aprender coisas novas. Na própria relação com a família, nomeadamente com os netos, é o saber e experiência que tornam esta relação fundamental.

 Ficam algumas dicas para uma comunicação e relação produtiva e feliz com uma pessoa mais velha:

  1. Opte por conversar e adotar atitudes que não o infantilizem

  2. Valorize a sua experiência e a sua personalidade

  3. Não faça escolhas por ele e tente não impor soluções

  4. Tenha a noção de que, por vezes, pode ser necessário ajudá-lo a encontrar respostas adequadas à sua situação

  5. Mas nunca deve forçá-lo a realizar uma atividade para a qual não tem vontade ou interesse só porque acha ser o melhor ou o que o torna mais "saudável". Por exemplo, se a sua mãe nunca quis entrar num ginásio ou piscina, talvez não seja a melhor ideia forçá-la a fazer ginástica ou hidroginástica. Podemos, em vez disso, estimulá-la a caminhar durante 30 minutos pelos seus locais preferidos.

 Devemos encarar o envelhecimento e lidar com ele de forma completamente natural, adaptando os nossos comportamentos e ideias às novas necessidades que vão surgindo.

 Por tudo isto, o que significa, então, ser velho? Podemos dizer que cada um terá a sua explicação, que é claramente subjetiva. Pode ter uma conotação negativa ou ser uma palavra perfeitamente natural e encorajada. Será a degradação do corpo ou da mente? Será a idade que apresentamos quando nos pedem a data de nascimento? Será a idade que escondemos pela falta de rugas e hábitos de exercício? Ser velho é um conceito vasto e muito complexo. No fundo podemos dizer que não tem um significado universal. Cabe a cada um de nós o dever de informar e manter informadas as pessoas que não entendem a palavra "velho" como uma simples palavra.

As palavras só têm o peso que lhes damos.